< Voltar
Com a equipolência, mártires do RN poderão ser santos em breve
Publicada em 14/09/2016 às 17:06:49

Cidade do Vaticano (RV) – Graças ao processo de equipolência, em que o Papa reconhece a santidade sem a necessidade de um milagre após a beatificação, o Brasil poderá ganhar em breve seus primeiros santos mártires: os padres André de Soveral e Ambrósio Ferro e o leigo Mateus Moreira.

Massacres no Rio Grande do Norte

Além deles, 28 fiéis foram massacrados no Rio Grande do Norte, por tropas a serviço dos calvinistas em 1645, durante a ocupação holandesa.

Os massacres ocorreram em 15 de julho em Cunhaú, atualmente município de Canguaretama, e no dia 3 de outubro, em Uruaçu, município de São Gonçalo do Amarante.

O que é a equipolência?

A “canonização equipolente” demanda três requisitos: a prova da constância e da antiguidade do culto ao candidato a santo, o atestado histórico incontestável de sua fé católica e virtudes, e a amplitude de sua devoção.  

A praxe da equipolência goza do mesmo atributo de infalibilidade das canonizações ordinárias, nas quais são exigidos milagres. O Papa Francisco empregou recentemente este procedimento elevando aos altares, por decreto, Angela Foligno, Pedro Fabro e José de Anchieta.

Num passado mais remoto, no século XVIII, Prospero Lambertini, o Papa Bento XIV, usou da canonização equipolente para propor  à veneração dos fiéis os santos Romualdo, Norberto, Bruno, entre outros.

 

 

Compartilhe Compartilhe:
Imprimir: Com a equipolência, mártires do RN poderão ser santos em breve Voltar Ir para o Topo RSS
DIOCESE DE BACABAL
Rua Teixeira Mendes Nº 45
(99) 3621-1280
Bacabal - MA
Mariano Leite - Web Designer e Programador PHP e MySql Lourival Albuquerque Silva
BUSCA NO SITE
REDES SOCIAIS
Redes Sociais Diocese de Bacabal no Facebook Diocese de Bacabal no Twitter Diocese de Bacabal no Google Plus Diocese de Bacabal no Youtube